Minoxidil Funciona Mesmo ou Não para Crescimento Capilar?


Com o crescimento cada vez mais intenso do interesse de homens e mulheres com os cuidados com a estética e com a saúde, a busca por tratamentos eficientes e eficazes para um dos problemas que mais afetam a autoestima e a confiança das pessoas, a queda de cabelos, tem se tornado cada vez maior e não faltam soluções no mercado, desde medicamentos de apresentação séria e que demonstram embasamento técnico e científico, até mesmo soluções que prometem resultados milagrosos e instantâneos, mas que podem oferecer riscos para a saúde, além de não conseguirem resultados satisfatórios na grande maioria das vezes, ao contrário do que acontece com o tônico capilar mais famoso e de eficácia comprovada chamado Minoxidil.

O minoxidil, na verdade, não é um produto específico ou mesmo uma marca de produtos tônicos capilares, mas sim o nome do princípio ativo utilizado em uma grande variedade de produtos famosos e de disponibilidade mundial para o combate da queda capilar, como os internacionalmente conhecidos produtos:

  • Rogaine
  • Regaine
  • Tugain
  • Ylox
  • Lacovin
  • Mintop
  • Neoxidil

dentre outros, que vem apresentando busca cada vez mais frequente e essa procura tem se intensificado conforme os efeitos positivos do minoxidil se mostram ainda mais interessantes e seu uso eficiente e apresentado resultados para um grande número de pessoas ao redor do mundo.

COMO SURGIU O MINOXIDIL 5? HISTÓRIA

história do medicamento

O surgimento do minoxidil como opção para tratamento da queda de cabelos se deu por acaso, tendo em vista que o composto era comercializado como um produto vasodilatador para casos de hipertensão crônica, onde o produto era consumido em forma de comprimidos voltados para o tratamento desta doença, sendo que essa era a única indicação original do produto, que não estava de maneira alguma ligado ao tratamento capilar.

No entanto, alguns usuários do produto vasodilatador começaram a notar um crescimento intenso dos pelos no corpo, observando também que as áreas de seu couro cabeludo atingidas por casos de alopecia (queda de cabelo crônica) estavam se recuperando de maneira intensiva e rápida, o que surpreendeu tanto os pacientes quanto a comunidade médica, que vinha, há anos, buscando um composto eficiente e barato para combater a queda de cabelo de forma intensiva e eficaz.

tudo sobre ele

A partir deste momento, os pesquisadores começaram a desenvolver produtos que continham o minoxidil como princípio ativo base e que visavam especificamente o combate à queda dos cabelos, criando então as primeiras loções de minoxidil para uso tópico, ou seja, para aplicação direta no couro cabeludo, visando especificamente o combate da queda de cabelo e também estimular o crescimento e o fortalecimento dos fios capilares.

É interessante frisar que outras substâncias de uso bastante popular no tratamento da queda de cabelos, o cetoconazol e a finasterida, também foram descobertas por meio de pesquisas com medicamentos formulados para tratamento de outras enfermidades, mas acabaram apresentando resultado positivo no tratamento capilar.

Assim como a descoberta de outros medicamentos, que foi motivada por um produto que visava outra enfermidade, o minoxidil deve sua existência ao tratamento de uma enfermidade crônica e que não possui nenhum tipo de relação com a queda capilar.

REALMENTE FUNCIONA, MAS PORQUE?

motivos científicos

Desde a descoberta da grande eficácia e importância do uso do minoxidil no controle da queda de cabelos crônica, vários cientistas e pesquisadores ao redor do mundo vem tentando compreender de maneira clara qual é a maneira pela qual a substância age nos folículos capilares e também definir quais são os mecanismos que fazem desta uma das substâncias mais eficazes e recomendadas no tratamento da queda de cabelo, mas ainda não existe consenso na comunidade cientifica mundo a respeito dos detalhes da atuação da substancia minoxidil nos folículos capilares de homens e mulheres.

Uma das teorias cientificas que possuem maior apoio e adoção por parte da comunidade médica e cientifica é que o minoxidil, por ser uma substancia vasodilatadora, seria capaz de gerar estímulo na circulação sanguínea, aumentando a chegada de oxigênio e de nutrientes aos folículos capilares, o que os tornaria mais fortes e menos propensos a queda. Essa teoria, no entanto, é refutada em partes pelo fato de que outros produtos vasodilatadores não produzirem o mesmo efeito na queda de cabelo, o que faz com que se acredite que os mecanismos de atuação do minoxidil nos folículos capilares é mais complexo do que se acreditava antes.

Outra explicação bastante interessante e que também e formulada por uma grande parte da comunidade científica que se dedica aos estudos dos efeitos e da eficácia do minoxidil seria a suposta capacidade do produto de fazer com que os canais de potássio, parte fundamental das membranas celulares, tivessem uma abertura maior, o que permitiria uma maior absorção de nutrientes e também a otimização de diversas tarefas celulares dos folículos capilares, o que influenciaria de forma positiva o ciclo de vida dos cabelos.

minoxidil realmente funciona para o cabelo, barba e sobracelha

De qualquer maneira, mesmo que o mecanismo real de atuação do minoxidil ainda não seja conhecido de forma plena, é possível afirmar que a substância não interfere diretamente na produção e na atividade do hormônio di-hidrotestosterona (DHT), considerado pela comunidade científica o maior responsável pelos quadros de alopecia de origem genética, sendo que nesses casos os resultados tendem a ser ainda melhores e mais encorajadores, sendo que existem diversos estudos que ressaltam os ganhos de autoestima e de confiança mesmo nos estágios iniciais do tratamento com o minoxidil.

É importante ressaltar, no entanto, que como qualquer tratamento real e de eficiência cientificamente comprovada para o combate a alopecia, os resultados que podem ser obtidos com o uso do minoxidil não são definidos, sendo que eles só são conservados enquanto durar o tratamento com a substância, ou seja, em caso de interrupção do tratamento, os padrões de avanço da queda de cabelo serão retomados novamente.

PORQUE O CABELO CAI NO INICIO DO USO?

porque cai

Um dos maiores temores das pessoas quando tomam conhecimento do uso do minoxidil para o combate da queda de cabelo é a alegação, de diversas pessoas que já o utilizaram ou utilizam, que existe um período de queda acentuada dos fios capilares logo após o início do tratamento, sendo esse um efeito comum e bastante normal do produto, mas que acaba assustando algumas pessoas e mesmo levando à interrupção prematura do tratamento, o que não é recomendado pelos especialistas.

A queda de cabelo na fase inicial do tratamento, em geral, acontece porque o minoxidil antecipa a saída dos fios em fase telógena (em fase final de vida) do couro cabelo, permitindo que novos fios possam nascer de maneira saudável e mais forte, por isso é importante ter consciência da possibilidade dessa queda inicial e que ela faz parte do tratamento, mas que nem todas as pessoas apresentam esse quadro e que ele é passageiro e faz parte do processo de fortalecimento capilar.

É importante ressaltar, no entanto, que essa queda de cabelo é controlada e costuma se dar apenas na fase inicial do tratamento, por isso é importante procurar atendimento médico especializado caso o quadro de queda de cabelo não se estabilizar ao longo de algumas semanas de uso ou se intensificar, pois pode ser um quadro raro de irritação ou sensibilidade ao produto, que deve ser analisado por médico especialista para determinar se o uso deve continuar ou não.

Quero usar e agora? Leia nosso Guia Minoxidil!

Veja um relato do uso:

DEPOIS DE QUANTO TEMPO FUNCIONA?

eficácia do minoxidil
Antes e Depois
realmente funciona
Antes e Depois

Uma das questões mais frequentes por parte daqueles que utilizam o minoxidil no combate à queda dos cabelos ou mesmo que estão na fase de pesquisa sobre o produto se trata do prazo estimado para que o produto comece a produzir efeitos, em especial aqueles efeitos visíveis, onde os resultados podem ser verificados de maneira clara e objetiva e que tem impacto intenso e direto no ganho da autoconfiança e da segurança por conta do crescimento saudável dos cabelos e o impacto com relação à queda capilar.

Enquanto os resultados podem variar de pessoa para pessoa, em decorrência de uma grande série de fatores, como a idade, o peso, o nível de queda capilar, a saúde hormonal, dentre outros fatores químicos e físicos, o uso do minoxidil costuma apresentar efeitos visíveis no prazo de dois meses a um ano, sendo importante não interromper o tratamento com a substância apenas pela “falta” de resultados, pois esse é um processo metódico e demorado e que pode ser totalmente perdido no caso da interrupção precoce do tratamento.

Os efeitos de larga escala, como o aumento do volume capilar, controle de queda dos cabelos e retomada dos níveis de crescimento capilar às escalas adequadas levam de vinte a trinta semana (de cinco a seis meses), sendo recomendado pelos médicos o uso contínuo e ininterrupto do produto, sendo que alguns casos recebem a recomendação de aplicação do produto duas vezes ao dia, para que os efeitos sejam melhores e mais eficazes.

MINOXIDIL NA BARBA E NA SOBRANCELHA FUNCIONA?

minoxidil para a sua barba
Antes e Depois
melhor remedio
Antes e Depois
realmente funciona
Antes e Depois

O uso original do minoxidil é o tratamento da queda capilar, mas alguns estudos mais recentes demonstram que o produto pode ter impacto positivo no crescimento de pelos em outras áreas do corpo, em especial nos pelos da barba e da sobrancelha, sendo importante o cuidado na aplicação do produto, que é encontrado na forma tópica, para evitar o crescimento indesejado dos pelos em outras partes do corpo, como braços, barriga, pernas ou peito, no caso das mulheres.

Existem casos onde a aplicação tópica do minoxidil nos folículos da barba fez com que os pelos da região nascessem de maneira mais intensa, rápida e fortificada, mas não existem pesquisas concretas que recomendem o uso do produto desta região, mas é interessante salientar que os primeiros resultados parciais de estudos mais recentes demonstram que essa utilização não apresenta efeitos nocivos, ao menos no curto prazo, para a saúde facial, sendo interessante verificar a possibilidade do uso nos casos de barbas menos volumosas ou que apresentem falhas e que esse fator interfira na autoestima do indivíduo.

Também é importante frisar que menos de sete por cento das pessoas que utilizaram o minoxidil em sua forma tópica apresentaram um crescimento inesperado ou desestruturado dos pelos ao redor do corpo, sendo comprovado por pesquisas que essas pessoas já possuíam uma maior predisposição genética para o crescimento de pelos em áreas incomuns do corpo ou para o crescimento em maior intensidade em áreas como os braços, pernas, virilha e peito, enquanto o número de mulheres que apresentaram esse crescimento é ainda menor, devido a menor predisposição genética para esse desenvolvimento pelicular.

Dúvidas? Relatos sobre o uso? Comente!

One Comment

Comente! Relate! Pergunte!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *